fbpx

Curso de Enfermagem esclarece iniciação científica na área

Acadêmicos de Administração visitam feira de móveis
31 de agosto de 2016
Presidente da Unisulma participa de fórum estadual
2 de setembro de 2016

Iniciativa arrecadou doações para instituição filantrópica

Apresentar novas possibilidades de estudos e pesquisas que podem ser realizadas ao longo da jornada acadêmica é o objetivo do primeiro Seminário de Iniciação Científica da Saúde, realizado na última sexta-feira (26), no auditório da Unisulma. Promovido pelo curso de Enfermagem, o evento reuniu cerca de 200 acadêmicos.

Pela manhã, os docentes Iracema Mourão, Paolla Brito, Daisy Castro, Andrea Fexis, Osvaldo Theodoro e a professora convidada, Jacinta Feitosa, ministraram palestras sobre as políticas de atenção à saúde da criança e do adolescente, da mulher, do homem, da terceira idade, além de temas voltados para a saúde mental e terapias alternativas.

Durante a tarde, das 14h às 17h, a programação seguiu com as oficinas práticas orientadas pelos professores, Paulo Menis, Érika Tourinho, Zilmar Timóteo e Waléria Nascimento. Na ocasião, os alunos aprenderam como apresentar trabalho científico, realizar pesquisas qualitativas e quantitativas em saúde e os aspectos necessários para a elaboração do currículo Lattes e acesso a Plataforma Brasil.

A professora do curso, Hélcia Gonçalves, explica que nos trabalhos de Enfermagem, de um modo geral, existe uma limitação voltada apenas para os estudos das doenças; a prevenção ainda é pouco explorada nas pesquisas. “A saúde pública e todas as suas políticas oferecem um leque de alternativas para que os indivíduos não cheguem a vivenciar doenças no futuro. Daí a possibilidade dos estudantes captarem novas formas de produzir trabalhos científicos”, disse.

Cada participante do Seminário de Iniciação Científica da Saúde doou uma lata de leite em pó que foi entregue para o Instituto Amar Mais. A ONG presta assistência a pessoas em tratamento contra o câncer dos estados do Maranhão, Pará e Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade
//]]>