Nutrição e atividade física é tema de workshop na Unisulma

Alimentação adequada é tema de 2º Seminário Interdisciplinar da Unisulma
25 de abril de 2018
Treinamento aborda prevenção e combate a incêndio
4 de maio de 2018

Nos dias 13 e 14 de abril foi realizado, na Unisulma, a primeira edição do Workshop de Nutrição e Atividade Física da Região Tocantina. A atividade foi organizada pelos cursos de Educação Física e Nutrição e direcionada aos profissionais e acadêmicos da saúde e áreas afins interessados pela temática “Nutrição e Atividade Física para saúde: um debate necessário”.

Educação Física e Nutrição e são áreas em expansão, de modo que se faz necessária promover o debate dessas ciências, e assim contribuir com a formação de profissionais capacitados e da mesma forma, atualizar os conhecimentos daqueles que estão no mercado de trabalho, atendendo a crescente demanda na área da nutrição esportiva.

“Assim esses profissionais irão adquirir conhecimentos necessários para atuar de forma segura, cientifica e inovadora, com foco no papel e prescrição de nutrientes, no desempenho esportivo, e considerando as diversas modalidades, ciclos de vida e situações especiais. O evento teve como objetivo promover o debate das questões relacionadas à atividade física, bem-estar, nutrição, suplementação e qualidade de vida”, esclarece a organização da atividade.

A programação contou na noite do primeiro dia com palestra sobre a temática do evento ministrado pela profissional de educação física e nutricionista, Ana Carolina Heluy. “Estratégias de Alimentação e Suplementação na Nutrição Esportiva”, foi tema de um minicurso realizado no segundo dia de workshop.

Com cerca de 200 participantes presentes, a atividade abordou os principais pontos para manter uma alimentação equilibrada em conjunto aos exercícios físicos para cada biotipo humano. Ao longo da ministração, a profissional apresentou exemplos de atividades relacionadas ao mal desempenho da saúde física por meio de emagrecimento artificial e alterações nutricionais.

“O tratamento de enfermidades físicas e psicológicas podem também contar com métodos alternativos, como medicina natural, que envolve acupuntura, yôga e massagens localizadas, por exemplo. Obesidade, anorexia ou a busca excessiva pelo corpo perfeito, são exemplo de doenças ligadas à baixa saúde mental, que podem ser tratados por meio de atividades físicas e medicinais em conjunto com uma boa alimentação”, explicou Ana Carolina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *