fbpx

Recepção aos ingressantes marca início das aulas de Educação Física

Capacitação aborda planejamento sobre atuação do profissional de Enfermagem
16 de agosto de 2017
Unisulma participa de mutirão social
21 de agosto de 2017

Atividade reuniu estudantes, egressos e professores da instituição

 

Na noite dia 8 de agosto foi realizada a recepção dos acadêmicos ingressantes dos cursos de bacharelado e licenciatura em Educação Física. A ocasião foi um momento de dar boas-vindas e apresentar a missão e o compromisso da instituição na formação dos novos estudantes.

A coordenadora, Amanda Miranda apresentou o corpo docente dos cursos, além dos graduados licenciados em Educação Física da Unisulma, como forma de exemplificar os profissionais que a instituição formou ao longo dos anos. “A interação entre ingressantes e egressos têm sido um motivo de impulsionar o curso e valorizar mais ainda o momento. Essa troca de experiências é muito enriquecedora, não só para os acadêmicos e professores, mas para o curso de maneira geral, e isso está sendo fundamental para esse momento inicial do bacharelado”, declara a coordenadora.

A Unisulma agora conta com duas graduações na área de Educação Física. A faculdade oferta há mais de uma década o curso de licenciatura e inicia a primeira turma de bacharelado em Educação Física da Região Tocantina. As graduações são diferenciadas pelas áreas de atuação.

Além de trabalhar diretamente na sala de aula, como professor no ensino fundamental e médio, o licenciado elabora e analisa materiais didáticos, como livros, textos, vídeos, programas computacionais, ambientes virtuais de aprendizagem, entre outros. Realiza ainda pesquisas científicas na área, coordena e supervisiona equipes de trabalho. Já o bacharel tem um campo de atuação mais extenso que incluiu ginástica, natação, musculação, hidroginástica, personal trainer, técnico em esportes, etc.

A coordenadora considera esse início do novo curso um desafio muito motivador: “É desafiador, mas é gratificante. Principalmente quando a gente se coloca como fator de desenvolvimento regional. É um curso que tem muito a contribuir com a saúde pública, melhoria da qualidade de vida, desenvolvimento regional e social”.

Mercado – De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com dados do Ministério do Trabalho e Emprego, entre janeiro de 2009 e dezembro de 2012, foram abertos 6.848 novos postos de trabalho de nível superior para profissionais de Educação Física, colocando a área em 11ª profissão com o maior número de novas vagas no período.

Em janeiro de 2017, segundo dados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o curso de Educação Física esteve entre os cinco mais concorridos, ficando atrás somente da graduação de Medicina, conforme mostra a tabela.

Segundo o Censo da Educação Superior, apesar da maior parte dos diplomas em Educação Física serem de licenciatura, a procura pelo bacharelado tem crescido cada vez mais. Para a coordenadora do curso na Unisulma isso provavelmente acontece pelo maior campo de atuação dos profissionais, “É um curso que não atende somente essa questão ligada ao fitness, a estética, mas principalmente a saúde. Por conta disso, estamos pensando de trabalhar em outros ambientes, como iniciação esportiva, postos de saúde, escolas de futebol, clubes recreativos, estúdios. Existe na cidade uma vocação muito grande para a valorização, nós temos percebido alguns movimentos de práticas de atividades, passeios ciclísticos e corridas. Tudo isso tem sido influência da ação do profissional da Educação Física!”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade
//]]>