fbpx

Regulamentação do profissional esteticista é tema de palestra

Projeto Empreendemia desafia acadêmicos a criarem empresas
6 de dezembro de 2016
Curso de Educação Física promove Festival Poliesportivo
9 de dezembro de 2016

Momento contribuiu para elucidar dúvidas sobre o assunto

A Câmara dos Deputados aprovou no dia 10 de novembro proposta que regulamenta a profissão de esteticista no Brasil. Para esclarecer as dúvidas sobre o assunto o curso de Estética e Cosmética da Unisulma realizou uma palestra reunindo acadêmicas e docentes do curso, profissionais da área e o público interessado na temática.

A atividade promovida na noite do dia 22 de novembro, no auditório da faculdade, contou com a explanação da advogada especialista em Direito Penal e Processo Penal, Letícia de Jesus Pereira. Em sua fala ela esclareceu as mudanças que o Projeto de Lei 2332/15 trará a área.

O momento contou também com sorteio de brindes e apresentação de massagem ao ritmo de música feita pela tecnóloga e cosmetóloga, Gilcilene Ferreira. Participantes do evento ganharam isenção nas taxa de inscrição do Vestibular 2017.1.

Projeto de Lei – Conforme o texto aprovado, que segue agora para análise do Senado Federal, o profissional esteticista poderá atuar como esteticista e cosmetólogo, caso possua diploma de nível superior, ou como técnico em estética com formação de nível médio. Com a regulamentação a graduação de Estética e Cosmética torna-se obrigatória para que esteticistas e cosmetólogos exerçam a atividade.

Na Região Tocantina a Unisulma é a única instituição de ensino que oferta esse curso de nível superior. A graduação (tecnológica) ocorre no turno matutino, tem duração de 3 anos, oferta 100 vagas anuais e é autorizado pelo Ministério da Educação-MEC, pela Portaria n° 539. 21 de Julho de 2015.

Acesse na integra o Projeto de Lei 2332/2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade
//]]>