fbpx

Mais de 200 estudantes participam de Cerimônia do Jaleco da Unisulma

Divulgado os aprovados na lista de espera 2019.1 do ProUni
25 de março de 2019
ProUni: Inscrições abertas para bolsas remanescentes
3 de abril de 2019

O dia 28 de março ficará marcado na vida de mais de 200 calouros dos cursos da área da saúde da Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão (Unisulma). Foi realizada, nos turnos matutino e noturno, a tradicional Cerimônia do Jaleco com os acadêmicos do primeiro período das graduações de Educação Física (bacharelado), Enfermagem, Estética e Cosmética, Nutrição, Fisioterapia e Psicologia.

Evento tradicional representa o ingresso dos estudantes nos cursos da área da saúde na instituição e o comprometimento com a profissão. Estiveram presentes na cerimônia, a diretora acadêmica, Raquel Azevedo, os coordenadores de cursos, Carlos Airton Sanches, Francisco Dimitre, Silvana Ferreira, Mônica Santos, Denúsia Alves e Anderson Batista. Na ocasião, familiares e amigos prestigiaram o momento da solenidade, com discursos e juramentos éticos e profissionais dos novos acadêmicos.

Durante a cerimônia, os ingressantes ficaram de pé com o braço direito estendido para prestar o juramento. “Ao vestir esse jaleco, eu juro pela minha vida e minha honra, ser comprometido com os estudos e dedicar minha profissão a serviço da humanidade”, exclamaram todos em voz alta.

Em seguida os componentes da mesa compartilharam orientações sobre a responsabilidade, a ética e a postura profissional que o mercado exige. Além de esclarecer como deve ser feito uso de um dos principais instrumentos de trabalho dos profissionais da saúde, o jaleco.

Em sua fala, o coordenador de estágio do curso de Enfermagem, Ênnio Barros, abordou a história do surgimento do uso do jaleco e sua imagem profissional. “Todo profissional da saúde se torna super-herói de alguém, porque quando colocamos nosso jaleco e nos aproximamos do paciente, do qual está precisando de cuidado, a gente representa a esperança para aquela pessoa, e nós temos uma responsabilidade com isso. Todo super-herói tem uma capa e um superpoder. A capa é o jaleco e o poder é o conhecimento”, afirmou.

“O jaleco não é um acessório, é um equipamento que deve ser mantido e usado apenas em local técnico e específico, recebendo além de tudo a higienização necessária para o meio”, explicou a enfermeira Claudia Regina Rosa, convidada para cerimônia, ao esclarecer aos futuros profissionais os cuidados necessários no uso do traje dentro e fora do trabalho.

A diretora acadêmica, Raquel Azevedo, em seu discurso fez uma reflexão baseada nos preceitos éticos das profissões. “Construir uma identidade profissional não é algo simples, envolve a gente desde o ingresso na faculdade. Devemos honrar a categoria profissional com competência técnica, ética, com capacidade de produzir bons resultados, acolher e cuidar das pessoas, fazendo-as se sentirem o melhor possível”, concluiu.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade
//]]>
Atendimento via chat
Atendimento via chat