fbpx

Pesquisa aponta prevalência de obesidade entre escolares

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O acadêmico do 7º período do curso de licenciatura em Educação Física da Unisulma, Dário dos Santos Silva desenvolveu um estudo para analisar o predomínio da obesidade entre escolares, a partir da observação da prática da atividade física e dos hábitos alimentares. A pesquisa foi apresentada, na última sexta-feira (7 de junho), na terceira edição do Seminário de Saúde Pública da Região Tocantina, realizado pela Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (Uemasul).

Os resultados do estudo apontaram que, a rotina de atividade física semanal dos alunos está sendo insuficiente para promover alterações metabólicas, capazes de evitar e combater a obesidade. Além disso, a alta ingestão de carboidratos e lipídios na dieta desses adolescentes chegou a uma marca preocupante, e que o comportamento inativo conciliado aos hábitos alimentares inadequados justificam os resultados de sobrepeso e obesidade encontrados na pesquisa.

“O estudo ressaltou que as orientações para prevenção de obesidade, precisam estar diretamente ligadas ao combate do sedentarismo e dos hábitos alimentares inadequados, que se mostrou como o principal problema para o desenvolvimento de obesidade”, afirmou o acadêmico, Dário.

De acordo com a coordenadora do curso de Educação Física, Amanda Miranda, “as atividades que envolvem pesquisa no meio acadêmico são bastante relevantes, uma vez que apontam problemáticas encontradas na realidade concreta, bem como possíveis intervenções. Isso ajuda tanto na construção do perfil de pesquisador quanto na consolidação dos saberes no âmbito da formação profissional”, destacou.

O trabalho entitulado “A prevalência de obesidade entre escolares” foi orientado pelo professor de Educação Física da Unisulma, Gledson Wesley Pereira dos Santos, e co-orientação da docente e coordenadora do curso, Amanda Ribeiro Miranda.