fbpx

Grupo Interdisciplinar em Estudos da Dor

Sobre o grupo

Tem como objetivo despertar o interesse e o engajamento dos discentes à iniciação científica por meio da realização de projetos de pesquisa científicas, que visam solucionar problemas de saúde que provoquem dor em seus diferentes as aspectos; com isso os projetos permeiam a extensão atendendo a comunidade que apresenta quadros álgicos; as pesquisas serão executadas com uma abordagem inter e multidisciplinar, integrando o corpo docente e discente dos cursos da saúde da Instituição.

Linhas de Pesquisa

  • Avaliação e Intervenção em Fisioterapia em Pacientes Oncológicos;
  • Avaliação e Intervenções em Fisioterapia na Dor Pélvica;
  • Instrumentação Biomédica na Avaliação e Tratamento da Dor Musculoesquelética.


Coordenador
: Prof. Me. Francisco Dimitre Rodrigo Pereira Santos

Contato: [email protected]

Instagram: @g.estudosdador 

  • Andressa Braga de Araújo
  • Fernanda Ramos de Amorim
  • Letícia Barros Bezerra Brito
  • Priscila Kellen Nascimento Roza

Projetos em Andamento

Professor Responsável: Marciene de Sousa Cavalcante Costa

Resumo: O câncer de colo de útero (CCU) é um problema de saúde pública, sendo a quarta causa mais comum de câncer em mulheres em todo o mundo. As sobreviventes ao CCU apresentam um alto risco de apresentar alguma disfunção do assoalho pélvico, sobretudo a disfunção sexual persistente que comprometem sua função e satisfação sexual. Além disso, podem apresentar estenose vaginal que é um efeito colateral comum da radioterapia. A dilatação vaginal e o treinamento dos músculos do assoalho pélvico (MAP), tem sido recomendado a fim de minimizar as complicações após a radiação pélvica prevenindo disfunções sexuais. Tem-se como objetivo avaliar os efeitos das intervenções fisioterapêuticas na atividade elétrica dos MAP e função sexual de mulheres pós tratamento de CCU. Será realizado um ensaio clínico randomizado no qual as participantes serão randomizadas em grupo intervenção e controle. Será estudada toda a população de mulheres que realizaram tratamento de CCU por um período de seis meses e que atenderem aos critérios de inclusão. Para a coleta de dados antes e após o protocolo de intervenção será utilizada um questionário sociodemográfico e clínico, o FSFI para avaliar a função sexual, o WHOQOL-bref para avaliar a qualidade de vida, avaliação elétrica dos MAP através da eletromiografia de superfície e avaliação da estenose vaginal. As intervenções terão duração de seis semanas, totalizando 12 sessões com duração de 50 minutos. Para organização dos dados será utilizado o programa SPSS 2.0 por meio do teste t student, considerando um nível de 5% de significância (valor de p<0.05).

Professor Responsável: Hellyangela Bertalha Blascovich

Resumo do projeto: O Câncer infantil é caracterizado por um conjunto de neoplasias malignas que atingem crianças e adolescentes, onde os mais incidentes são as leucemias, e os que afetam o sistema linfático e o sistema nervoso central. É considerada a primeira causa de morte de crianças e adolescentes entre 0 a 18 anos no Brasil. Uma complicação comum da realização da terapia antineoplásica (quimioterapia e radioterapia) é a mucosite oral (MO), caracterizada pela inflamação e ulceração da mucosa da boca, causando dor, desconforto, limitação nutricional e até a necessidade de interromper o tratamento contra o câncer. Com isso, o presente estudo busca comparar a efetividade do laser de baixa potência em diferentes comprimentos de onda (660nm, 808nm e os ambos de forma simultânea) na prevenção e tratamento da mucosite oral em crianças e adolescentes com câncer. Trata-se de um ensaio clínico, controlado, randomizado e duplo cego com duas vertentes: prevenção e tratamento. Pacientes que apresentarem algum grau de mucosite oral (MO) serão designados para vertente tratamento e os que iniciarem o tratamento com antineoplásico Metotrexano, serão alocados no grupo de prevenção. De forma a verificar qual comprimento de onda (660nm, 808nm e ambos de forma simultânea) do laser de baixa potência é mais efetivo no tratamento e na prevenção da MO.

Professor Responsável: Alaiana Marinho Franco

Resumo do projeto: A ansiedade presente na vida dos estudantes universitários apresenta-se como o problema psicológico mais comum nessa população. O presente estudo tem como objetivo analisar o traço e estado da ansiedade e os dados antropométricos de estudantes universitários ingressantes e concluintes de uma instituição privada de ensino superior do sul do Maranhão. Trata-se de um estudo transversal com abordagem quantitativa, a coleta de dados será realizada com estudantes do primeiro período e do último período da graduação e a amostra composta pelo número total dos alunos regularmente matriculados, para obtenção do número será feito um levantamento junto a instituição de ensino no período letivo que ocorrerá a pesquisa. Para análise do traço e estado da ansiedade será utilizado o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE) e para coleta dos dados antropométricos será utilizado fita métrica e balança digital, também será aplicado um questionário sócio-demográfico para identificação dos sujeitos além da solicitação de assinatura do Termo de Consentimento Livre Esclarecido (TCLE). O projeto busca atender todas as diretrizes da resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde e será submetido a Plataforma Brasil. Espera-se obter dados que demonstre em qual momento da vida acadêmica o universitário está sujeito a desenvolver distúrbios de ansiedade que provoque alterações das medidas antropométricas, para que a partir dos resultados seja oferecido pelas instituições de ensino programas de apoio ao universitário com a implementação de Praticas Integrativas Complementares (PICs) para enfretamento da ansiedade e prevenção de distúrbios psicológicos e metabólicos.